Ética Budista

 

S.S. Sakya Trizin

A verdadeira natureza da nossa mente é pura desde os primórdios e não é alterada pelas contaminações. Porém. nós não reconhecemos a condição básica de clara luz da natureza verdadeira da nossa mente. Em vez disso, nos apegamos à ignorância. Sem nenhuma razão lógica, nos apegamos a um “eu”. Sempre pensamos em nós mesmos como os mais importantes. Mas, ter a nós mesmos como prioridade é o principal erro, e isso é muito difícil de mudar. O primeiro passo é considerarmos os outros no mesmo nível que nós mesmos. Devemos nos preocupar com os outros da mesma forma como nos preocupamos conosco. Devemos considerar os outros tão preciosos quanto nós mesmos. Uma vez conseguido isso, podemos pensar nos outros seres mais do que pensamos em nós mesmos. Através do desenvolvimento.