I am a title 03

Lopön Sönam Tsemo

1142 - 1182 

Sonam Tsemo (bsod nams rtse mo) nasceu em 1142. Seu pai era o patriarca Sakya Sachen Kunga Nyingpo (sa chen kun dga’ snying po, 1092-1158). Sua mãe chamava-se Machik Wodron (ma gcig’ od sgron, d.d.). Como seu pai, ele permaneceu um praticante laico por toda sua vida, porém, nunca casou nem teve filhos. Ele foi identificado como renascimento do erudito indiano Durgachandra (ou Durjayachandra), que foi o mestre de Viravajra. Viravajra, por sua vez, foi professor de Drokmi Sakya Yeshe (‘brog mi lotsawa shakya ye shes, 992-1070).

 

Ao longo de sua infância, o professor principal de Sonam Tsemo foi seu pai Sachen Kunga Nyingpo (sa chen kun dga’ snying po, 1092-1158). Seus estudos com seu pai eram focados em tópicos esotéricos e, diz-se, que ele conseguia recitar quatorze escrituras esotéricas, incluindo os tantras de Hevajra e Samvara, aos 16 anos de idade. Durante esse período, ele recebeu as instruções orais do Lamdre (lam ‘bras) de Sachen. Depois da morte de Sachen, a educação de Sonam Tsemo foi fortemente marcada pelo modelo monástico indiano. Aos dezessete anos, no monastério Kadampa Sangpu Neutog (gsang phu ne’u thog), ele estudou a filosofia Madhyamaka e epistemologia com o grande mestre Chapa Chokyi Sengge (phya pa chos kyi seng ge, 1109-1169). Esse professor tinha discípulos de muitas das famílias mais proeminentes de U-Tsang. A biografia de Sonam Tsemo afirma que ele se tornou o mais realizado de todos os alunos. Ele estudou, ao todo, onze anos com esse professor e tornou-se muito versado nos textos Mahayana tais como Pramanaviniscaya e Bodhicharyavatara. Sonam Tsemo também recebeu algumas instruções do indiano (ou nepalês) Acarya Sri Anandagharba.

 

O trabalho de Sonam Tsemo chamado Chola Jugpai Go (chos la ‘jug pa’i sgo), que ele compôs aos vinte e seis anos em Nalatse, influenciou profundamente o trabalho de seu sobrinho Sakya Pandita Kunga Gyeltsen (sa skya pan di ta kun dga’ rgyal mtshan, 1182-1251), o quarto patriarca Sakya e erudito amplamente renomado. Os trabalhos escritos de Sonam Tsemo discorrem sobre tópicos como Bodhicharyavatara, uma esquematização do tantra; uma explanação dos dois últimos capítulos do tantra raiz Hevajra; um comentário ao tantra Samputa; instruções para a leitura de sânscrito e textos em memória de seus principais professores.

 

Sonam Tsemo deu os ensinamentos do Lamdre em Sakya pela primeira vez aos 28 anos. Muitos mestres famosos assistiram aos ensinamentos e ele se tornou famoso por ser um professor habilidoso e claro. Seus dados biográficos, no entanto, mostram uma carreira mais voltada aos estudos, à prática e à composição de textos do que ao ensino. Seus poucos discípulos próximos incluíam seu irmão Drakpa Gyeltsen (rje btsun grags pa rgyal mtshan, 1147-1216), Ngodrup (dngos grub, d.d.), Chagkyi Dorje (lcags kyi rdo rje, d.d.) e Tsugtor (gstug tor, d.d.). Ele foi o detentor do trono Sakya ativo por apenas 3 anos. Depois, passou a responsabilidade ao seu irmão mais novo Drakpa Gyeltsen (grags pa rgyal mtshan, 1147-1216), para então devotar o resto de sua vida aos estudos e retiros.

 

Sonam Tsemo faleceu em 1182 aos 40 anos. Os detalhes de sua morte não são conhecidos, porém, consta que seu corpo desapareceu e ele deixou para trás nada além de seu manto e uma pegada.

 

oo0oo

Fonte: https://treasuryoflives.org/

* Traduzido para o português pelo Grupo Wisdom Light