I am a title 03

Sachen Kunga Nyingpo

1092-1158

Sachen Kunga Nyingpo (sa chen kun dga´ snying po) era filho de Khon Konchok Gyelpo (´khon dkon mchog rgyal po, 1034-1102), o primeiro detentor do trono Sakya e fundador do mosteiro Sakya. A mãe de Sachen era conhecida pelo nome de Machik Zhangmo (ma gcig zhang mo, d.d.).

O pai de Sachen supervisionou sua educação inicial e transmitiu os três tantras Hevajra a ele quando ainda era criança. Além de seu pai, Bari Lotsawa (ba ri Lo tsa ba rin chen grags pa, 1040-1112), o segundo detentor do trono Sakya e um grande tradutor, também foi um professor importante em seus primeiros anos de vida. Khon Konchok Gyelpo faleceu quando Sachen tinha onze anos, ocasião em que Bari Lotsawa assumiu o trono Sakya, pois Sachen era jovem demais para substituir seu pai. Ao longo de sua educação, Darma Senggye (dar ma seng ge, d.d.), Darma Nyingpo (dar ma snying po, d.d.), Bari Lotsawa Rinchen Drakpa, Chak Tarwa (lcags thar ba, d.d.), Drakchor Sherab (grags ´byor shes rab, d.d.), Chokyi Gyeltsen (choks kyi rgyal mtshan, d.d.) e Zhangton Chobar (zhang ston chos ´bar, 1053-1135), também conhecido como Gonpawa, estariam entre seus professores mais influentes.

Aos doze anos, sob a supervisão de Bari Lotsawa, Sachen fez um retiro de seis meses de Manjushri e teve uma visão extraordinária que inspirou o ensinamento “Abandonando os Quatro Apegos” (zhen pa bzhi bral), que perdura até os dias atuais e é amplamente praticado. No mesmo ano, Sachen viajou para Rong Ngurmik (rong ngur smig) para conhecer o professor Darma Nyingpo e receber instruções sobre o Abhidharmakosa. Enquanto esteve em Rong Ngurmik, Sachen contraiu varíola de um monge doente de quem, supostamente, ele cuidou até ser curado. Sachen se recuperou e continuou seus estudos com Darma Nyingpo. Ele voltou para Sakya para receber ensinamentos do idoso Bari Lotsawa. Um pouco antes de falecer em 1111, Bari Lotsawa passou a posição de detentor do trono a Sachen, com 20 anos então, que continuou estudando com vários mestres depois de assumir o trono.

Um dos professores mais importantes de Sachen foi seu parente por parte de pai Khon Gyichu Dralhawar (´khon skyi chub gra lha wa, d.d.). Dele Sachen recebeu os ensinamentos Hevajra transmitidos por Drokmi Sakya Yeshe (´brog mi Shakya ye shes, 992/993-1043/1072) e Go Lotsawa (´gos lo tsa ba, d.d.), assim como ensinamentos Cakrasamvara transmitidos por Pamtingpa (pham ´thing pa, d.d.). Antes desse professor falecer, ele passou seu monastério e inúmeros discípulos para Sachen. Sachen assumiu o assento monástico de seu professor e se preparava para receber a ordenação como monge, quando o mestre Sakya Nam Kaupa o convenceu a permanecer um praticante laico para que pudesse ter filhos e continuar sua linhagem. Sachen também permaneceu brevemente com o discípulo de seu pai Se Karchungba, mas não conseguiu receber muitos ensinamentos dele antes que o velho professor morresse. Posteriormente ele estudou com o professor de Khon Gyichu Dralhawar, Mel Lotsawa Lodro Drakpa (mal lo tsa ba blo gros grags pa, século XI), que lhe transmitiu ensinamentos Cakrasamvara, Yamari, Panjaranatha e os tantras yoga. Mel Lotsawa deu a ele uma máscara preta de Mahakala que, dizia-se, tinha o poder de falar com humanos e voar. Essa máscara passou de geração em geração como uma preciosa herança da linhagem Khon.

Quando Sachen estava pronto para receber os ensinamentos Lamdre (lam ´bras), que se tornariam o coração da tradição Sakya, ele procurou Zhangton Chobar (zhang ston chos ´bar, 1053-1135), um antigo aluno de Se Karchungba (se ´khar chung ba), também conhecido como Seton Kunrik (se ston kun rig, 1029-1116). Quando Sachen chegou para receber os ensinamentos, ele encontrou Zhangton Chobar de cabelos emaranhados, parcialmente coberto por um manto de pele de cabra, conversando descontraidamente com aldeões e tecendo fio de lã. Sachen prostrou-se diante dele, tentou fazer uma oferenda elaborada e solicitou os ensinamentos Lamdre a ele. Zhangton Chobar afirmou não saber nada sobre ensinamentos tântricos novos tais como Lamdre e disse possuir apenas um conhecimento modesto de Dzogchen (rdzogs chen), o qual ele presumia que Sachen desaprovaria. No entanto, quando Zhangton percebeu que Sachen era filho de Khon Konchok Gyelpo, ele finalmente admitiu que detinha os ensinamentos Lamdre. Como ele nunca havia ensinado o Lamdre antes, ele respondeu que precisaria de algum tempo para refletir e pediu que Sachen voltasse na primavera seguinte. Sachen fez o que lhe foi pedido e ao longo dos próximos oito anos Zhangton Chobar transmitiu o Lamdre a Sachen em duas partes, cada uma requerendo quatro anos de instruções. Quando os ensinamentos terminaram, Zhangton aconselhou Sachen a não ensinar o Lamdre por dezoito anos, depois dos quais ele poderia ensina-lo e escrever a respeito livremente.

 

Sachen seguiu este conselho e ao longo dos próximos dezoito anos ele meditou intensivamente sobre a transmissão sequencial que recebera de Zhangton Chobar. Aos quarenta e seis anos ele teve uma visão na qual Virupa concedeu uma transmissão direta do Lamdre. Em 1141 ele começou a ensinar e a escrever sobre a transmissão do Lamdre nas formas sequencial e direta. Seu primeiro discípulo foi Jangchub Sempa Aseng (a seng, d.d.), um importante lama de Kham, seguido de seus próprios filhos Sonam Tsemo (bsod nam rtse mo, 1142-1182) e Drakpa Gyeltsen (grags pa rgyal mtshan, 1147-1216).

Sachen tinha muitos alunos proeminentes, incluindo Pakmodrupa (phag mo gru pa rdo rje rgyal po, 1110-1170). Seus onze discípulos mais próximos são conhecidos por terem continuado seus ensinamentos orais do Lamdre, por terem redigido comentários a respeito de seus trabalhos escritos ou por se tornarem grandes professores. Seus filhos Sonam Tsemo e Drakpa Gyeltsen, que o sucederam como detentor do trono Sakya e como patriarca, eram dois de seus discípulos mais próximos. Ele tinha dois outros filhos. Seu filho mais velho, Kungabar (kun dga´ ´bar, d.d), morreu com pouco mais de vinte anos enquanto retornava de um período de estudos na Índia. O filho mais novo, Pelchen Opo (dpal chen ´od po, d.d.) nunca deteve o trono, porém criou Sakya Pandita Kunga Gyeltsen (sa skya pan di ta kun dga' rgyal mtshan, 1182-1251), o importante erudito e o quarto patriarca Sakya. Sachen tinha duas consortes, irmãs de uma nobre família de Tsamo-rong. A irmã mais velha, Machik Wodron, era mãe de Sonam Tsemo, Drakpa Gyeltsen e Pelchen Opo. A irmã mais nova teve quatro filhos com Sachen.

Sachen foi supostamente o primeiro a registrar por escrito o Dorje Tsig Kang (rdo rje tshig rkang) ou Versos Vajra, até então transmitidos oralmente, um ensinamento fundamental da tradição Lamdre que é atribuído a Virupa e que foi transmitido ao Tibete por Shakya Yeshe. Muitos outros trabalhos escritos também foram atribuídos a Sachen. O mais importante são os onze comentários a respeito do Dorje Tsig Kang. Estes ensinamentos foram aparentemente criados para discípulos específicos – oito homens e três mulheres. (Alguns estudiosos questionam se Sachen foi o autor de todos esses trabalhos.) O comentário intitulado Nyagma ou Explicação sobre o Tratado para Nyag, escrito para Nyak Wangchuk Gyeltsen (dbang chug rgyal mtshan), é indiscutivelmente o mais significativo e duradouro desses trabalhos e foi posteriormente comentado pelo filho de Sachen, Drakpa Gyeltsen. O Dorje Tsig Kang, os comentários de Sachen e os de Drakpa Gyeltsen formam a base teórica e prática dos ensinamentos Lamdre.

Mais tarde, como resultado de uma tentativa de envenenamento enquanto estava em Gungtang, Sachen entrou em coma. Quando ele saiu do coma ele sofreu uma completa perda de memória, esquecendo todos os ensinamentos que havia recebido. Ele conseguiu encontrar lamas para repor todos os ensinamentos exceto o Lamdre, para o qual não havia professores vivos e nem textos disponíveis naquela época. Ele entrou em retiro e relatou lembrar de alguns dos ensinamentos perdidos e, posteriormente, em um sonho, Zhangton Chobar transmitiu o restante. Quando ele acordou, Sachen havia recuperado toda a sua memória.

Sachen morreu aos 67 anos, em 1158 no monastério de Kyabo Kadang em Jang.

oo0oo

Fonte: https://treasuryoflives.org/

* Traduzido para o português pelo Grupo Wisdom Light