I am a title 03

Tsarchen Losal Gyatso
1502 -1566

Diamante Acólito de Vajrayogini

Tsarchen Losal Gyatso

Muitos lamas se dedicam ao mais alto tantra de ioga, mas muito poucos chegam a ser incluídos na linha de detentores de linhagem cujas bênçãos são invocadas para o sucesso espiritual. É por esta razão que o Tsarchen Losal Gyatso é considerado extremamente especial, pois ele é o 21º detentor da linhagem da tradição tântrica Vajrayogini que deriva de Mahasiddha Naropa. O Tsarchen Losal Gyatso também era famoso por sua profunda devoção ao seu guru Doringpa, pelas muitas experiências místicas que teve e por ser o fundador da linhagem czarpa da tradição Sakya.

Nascido em 1502, o Tsarchen Losal Gyatso era um jovem monge no mosteiro de Tashi Lhunpo quando se deparou com uma senhora com sobrancelhas brilhantes e barba no pátio do mosteiro.

Ela disse: “Lorde Doringpa requer sua presença em Khau imediatamente”, e acrescentou: “Este é o presente dele para você”. Ela então passou para ele um pequeno manuscrito tibetano embrulhado em pano antes de desaparecer. O texto continha instruções sobre as três formas de Vajrayogini (ou Kechari). Pouco depois, chegou uma carta de Doringpa, convidando-o a visitá-lo para receber ensinamentos e instruções. Instantaneamente, a devoção surgiu em sua mente e assim o Tsarchen Losal Gyatso partiu para o eremitério de Doringpa.

Ao chegar ao eremitério perto do Mosteiro Sakya, o Tsarchen Losal Gyatso recebeu audiência com Doringpa. Ele contou seu encontro com a senhora em Tashi Lhunpo e mostrou a Doringpa o texto como prova. Doringpa, em resposta, riu e disse: “Oh meu Deus! Parece que a própria Kechari foi te buscar. Este livro contém o ciclo de ensinamentos Vajrayogini. Por favor, coloque-o nas estantes por enquanto.”

Quando o Tsarchen Losal Gyatso foi até as prateleiras, viu que no meio da pilha de livros havia um espaço vazio que era mais ou menos do tamanho do texto em suas mãos. Ele deslizou o livro no lugar e encaixou perfeitamente. Percebendo que o livro era originalmente desta estante, uma grande fé surgiu nele. Era evidente que Vajrayogini havia aparecido para ele para conduzi-lo ao seu mestre-raiz.

Ao longo de sua vida, o Tsarchen Losal Gyatso se envolveu em Vajrayogini como sua principal prática e teve várias visões importantes dela. Ele também teria muitas outras visões, incluindo Padmasambhava, Heruka Chakrasamvara, Kalachakra, Yamantaka e outras divindades e mestres tântricos. Durante um retiro de Saraswati, por exemplo, uma chuva de flores brancas caiu e ele ouviu o dedilhar melodioso do alaúde de Saraswati, antes de finalmente ver seu rosto e receber uma palavra de profecia. Ela concedeu a ele o dom da eloquência extraordinária e, depois disso, tudo o que ele escreveu surgiu naturalmente como poesia.

O fato de escrever tão facilmente para ele é uma das razões pelas quais existem hoje extensos registros de sua vida. Tsarchen Losal Gyatso mantinha um diário, que pode ser lido como uma mistura de prosa e poesia em verso, de tal beleza e sofisticação que seu significado simplesmente se perde na tradução. Seu diário cobre suas extensas viagens para buscar e disseminar ensinamentos; seu impacto foi tal que o Grande Quinto Dalai Lama, indiscutivelmente um dos governantes mais poderosos do Tibete, até se deu ao trabalho de escrever uma biografia sobre esse grande lama.

Como um mestre cuja vida pode ser caracterizada pelas inúmeras experiências místicas que ele teve, não deveria, portanto, ser surpresa que a morte do Tsarchen Losal Gyatso fosse igualmente mística. No outono de 1566, seu guru Doringpa de repente se manifestou a ele enquanto ele estava em concentração meditativa, dizendo: “Senhor do Dharma, suba”, enquanto gesticulava repetidamente.

Esta não foi a primeira vez que o Tsarchen Losal Gyatso foi chamado para deixar sua forma física. Em um incidente anterior na década de 1550, ele teve uma visão de três senhoras celestiais aparecendo no céu antes de descerem uma escada incomumente alta. Na época, eles o convidaram para voltar com eles, um convite que ele recusou porque seus pais ainda estavam vivos, então as mulheres subiram novamente a escada e desapareceram.

Desta vez, no entanto, o pedido de Doringpa foi atendido e, assim, a visão anunciou a grande passagem do Tsarchen Losal Gyatso para o paraíso das dakinis, o paraíso de Kechara. Como pode ser esperado de um lama de suas realizações, seu parinirvana foi acompanhado por muitos sinais de que um praticante realizado havia passado. O céu era de um azul escuro luminoso e a área estava cheia de arco-íris tão brilhantes que pareciam ter sido pintados com um pincel. Uma chuva suave de flores caiu sobre a terra, enchendo o ar com uma fragrância etérea.

Por muitos anos após sua morte, o Tsarchen Losal Gyatso continuou a aparecer para seus discípulos em sonhos e visões, ensinando o Dharma, dando profecias e oferecendo encorajamento em suas jornadas espirituais. Esses discípulos desempenhariam um papel crucial na disseminação da tradição Sakya; todos os principais ensinamentos tântricos de Sakya e as raras transmissões orais, como Lobshé ou Explicação para Discípulos, foram transmitidos de Doringpa via Tsarchen Losal Gyatso e, finalmente, por meio de todos os seus principais herdeiros do Dharma.

A linhagem tântrica Vajrayogini do Tsarchen Losal Gyatso também foi disseminada nas tradições Sakya e Gelug e continua a beneficiar inúmeras pessoas. Assim, é impossível ignorar as contribuições que Tsarchen Losal Gyatso fez para a preservação e proliferação da prática Vajrayogini, de modo que possamos experimentar a potência do tantra hoje.

oo0oo

 

Fonte: https://www.tsemtulku.com/

* Traduzido para o português pelo Grupo Wisdom Light