Fundadores da Tradição Sakya

Fundadores das Sub-Escolas da Linhagem

Sachen Kunga Nyingpo

1092-1158

Sachen Künga Nyingpo, filho de Khön Könchok Gyalpo e emanação de Manjushri, nasceu em 1092. Desde a tenra infância, Sachen demonstrou grandes sinais de sabedoria.

 

Aos doze anos, guiado por seu mestre Bari Lotsawa, Sachen Künga Nyingpo meditou   unifocadamente em Manjushri. Depois de fazê-lo por um período contínuo de seis meses, Manjushri apareceu à sua frente e concedeu-lhe ensinamentos sobre libertar-se dos quatro apegos como se segue:

  • Se você é apegado a esta vida, então não é um praticante do Dharma.

  • Se você é apegado ao ciclo da existência, então você não possui renúncia.

  • Se você olha apenas para os seus próprios interesses, então não possui bodhichitta.

  • Se você é apegado a resultados, então não possui a visão.

 

Sachen Künga Nyingma obteve a realização que esse ensinamento continha, como a essência do caminho da perfeição. Recebeu ainda ensinamentos e transmissões de sutras e tantras de  grandes professores, incluindo  seu pai e  Virupa. Foi um homem de imensa virtude e compaixão. Tinha fé imensurável em sua prática e foi um grande professor do Dharma.

 

Sachen Künga Nyingpo transmitiu todos os ensinamentos aos seus dois filhos, Sönam Tsemo e Jetsün Dragpa Gyaltsen. Veio a falecer com 66 anos em 1158, quando suas quatro emanações partiram para quatro terras Puras, para beneficiar os seres sencientes.

Lopön Sönam Tsemo

1142 - 1182 

O grande erudito Sönam Tsemo, um dos filhos de Sachen Künga Nyingpo, nasceu em 1142. Ele foi reconhecido como a emanação de Durjaya Chandra na Índia. Sönam Tsemo recebeu ensinamentos e transmissões de seu pai e de Chawa Chökyi Senge. Seus estudos incluíram Prajnaparamita (Perfeição da Sabedoria), Vinaya (Disciplina) e Pramana (Lógica).

Sönam Tsemo foi capaz de transferir a si mesmo para Terras Puras como Potala e atingiu o segundo nível de um Bodhisattva. Aos 41 anos, quanto estava ministrando ensinamentos a oitenta discípulos, obteve um corpo de arco-íris que desapareceu num raio de luz e dissolveu-se no espaço.

Jetsün Dragpa Gyaltsen

1147 - 1216

Jetsün Dragpa Gyaltsen, o irmão mais novo de Sönam Tsemo, nasceu em 1147. Seus principais professores foram seu pai, Sachen Künga Nyingpo, e seu irmão mais velho, Sönam Tsemo. Foi um grande erudito, meditador e santo. Como seu irmão mais velho, era também capaz de transferir-se para terras espirituais.

 

Dragpa Gyaltsen profetizou que poderia renascer como o imperador no mundo dourado, e poderia tornar-se  perfeitamente realizado depois de mais três renascimentos.

Sakya Pandita Kunga Gyeltsen

1182 - 1251

Sakya Pandita Künga Gyaltsen, sobrinho de Jetsün Dragpa Gyaltsen, nasceu em 1182. Seu nascimento foi acompanhado por uma luz clara no céu e marcas em seu corpo anunciavam que se tratava de alguém com grande acumulação de méritos. Ele é renomado por sua erudição e realizações políticas. Sakya Pandita é considerado uma emanação de Manjushri.

 

Sakya Pandita escreveu muitos trabalhos influentes e foi fundamental em fazer as dez ciências completas no Tibete. Alguns desses trabalhos incluem a Diferenciação dos Três Votos, o Tesouro do Conhecimento Relativo à Cognição Ideal e o Tesouro do Conselho Bem Falado. Ele ainda derrotou famosos sábios hindus em debates filosóficos e possuía poderes miraculosos. Foi o primeiro a conseguir êxito em provar a grandiosidade do budismo fora do Tibete.

 

Em 1244, Sakya Pandita aceitou um convite  da corte do príncipe mongol Godan Khan com o propósito de negociar a submissão do Tibete à Mongólia. O príncipe Godan Khan ficou tão impressionado com os poderes de Sakya Pandita que se converteu ao budismo e fez de Sakya Pandita o preceptor religioso.

Aos 70 anos, Sakya Pandita partiu para a terra espiritual do júbilo, tendo atingido e atravessado os cinco caminhos e os dez níveis de um bodhisattva. Tornou-se completamente realizado, como confirmado pelo seu sobrinho Chögyal P'hagpa.

Drogön Chögyal P'hagpa

1235 - 1280

Chögyal P'hagpa, o sobrinho de Sakya Pandita, nasceu em 1235. Foi um grande bodhisattva. Obteve maestria em todos os ensinamentos conhecidos no Tibete durante seu tempo e muitos mestres tibetanos de sua época tinham-no em grande consideração.

 

Chögyal P'hagpa continuou como preceptor da corte da Mongólia após o falecimento de seu tio.  Criou o alfabeto mongol, que se tornou o mongol manuscrito. Na China, ordenou incontáveis monges a cada ano e continuou a difundir o Dharma para beneficiar todos os seres. Foi o primeiro monge tibetano que ainda governou partes majoritárias do Tibete, conforme profetizado no Manjushri Mula-tantra.

 

S.S. Dudjom Rinpoche (1904-1988), que foi chefe da tradição Nyingma do budismo tibetano, era considerado uma emanação de Chögyal P'hagpa.

Ngorchen Künga Zangpo

1382 - 1456

Ngorchen Künga Zangpo foi o fundador da sub-escola Ngor da tradição Sakya. Seus seguidores são chamados Ngorpas.

Nascido em 1382, foi considerado como um dos "dois Küngas versados no tantra". Ele tinha grandes qualidades em ensinar, debater e compor. Ministrou ensinamentos sobre o Lamdre oitenta vezes e sobre o Vajramala sessenta vezes.

Em sua vida, estabeleceu muitos monastérios no Tibet e teve muitos alunos que alcançaram a realização. Ngorchen Künpa Zangpo tornou-se o "Vajradhara da nossa era de desavenças".

Dzongpa Künga Namgyal

1432 - 1496

Nascido em 1432, o renomado santo e erudito Dzongpa Künga Namgyal foi o fundador da sub-escola Dzong da tradição Sakya. Seus seguidores são chamados Dzongpas.

O monastério Lhoka Gongkar Chöde, fundado no Tibet em 1464 por Dzongka Künga Namgyal, é a sede desta linhagem no Tibet. Na Índia, sua sede está situada próxima a Dehra Dun.

Tsarchen Losal Gyatso

1502 -1566

Nascido em 1502, Tsarchen Losal Gyatso foi o grande fundador da  subescola Tsar da tradição Sakya. Seus  seguidores são chamados Tsarpas.

 

Tsarchen Losal Gyatso residiu no Monastério Dar Drangmochen na Província de Tsang, no Tibete. Ele possuía todas as qualidades e virtudes de um santo e erudito. Estudou com sessenta e três mestres das quatro tradições do budismo tibetano sem preconceito algum e recebeu todos os profundos ensinamentos disponíveis no Tibete naquela época. Tsarchen Losal Gyatso foi capaz de atingir um alto nível de realizações, tendo Vajrayogini como sua guardiã.

 

Dadas as suas oniscientes qualidades, atraiu um vasto número de discípulos de todas as tradições. Tsarchen Losal Gyatso veio a ser o segundo "Vajradhara da nossa era de desavenças". Foi discípulo de Doringpa Künpang Chenpo e seus dois principais discípulos foram Khyentse Wangchuk e Lhündrup Gyamtso, que  mantiveram a linhagem Tsarpa.